Edição especial do Yuimakĩ

O uso da semente tradicional, ou semente indígena, é tema central nas discussões e no debate referente a soberania alimentar dos povos indígenas, pois elas podem ser, ao contrário das sementes híbridas e das geneticamente modificadas (transgênicas), guardadas e selecionadas pelos agricultores, dando origem a uma grande diversidade e qualidade alimentar. Atualmente, a conservação das sementes tradicionais faz parte de uma campanha mundial de soberania dos povos quanto à posse de suas sementes. O papel dos povos indígenas na conservação da agrobiodiversidade é cada vez mais importante no Acre e no Brasil, sobretudo, no cenário atual, onde há o predomínio do agronegócio sobre o uso das sementes tradicionais.

Confira aqui a edição especial do Yuimakĩ sobre o intercâmbio indígena de sementes tradicionais no Alto Juruá.