Projeto Território Indígena fortalece ação dos agentes agroflorestais

Quase 40 aldeias foram contempladas com o projeto - Foto: Cedida

As oficinas do projeto Território Indígena no Acre, desenvolvidas nas terras indígenas Rio Gregório, Katukina/Kaxinawá, Campinas/Katukina e Igarapé do Caucho, contribuíram para o fortalecimento da ação dos Agentes Agroflorestais Indígenas (AAFIs) que atuam nas 37 aldeias desses territórios beneficiados.

O projeto finalizou a sua última oficina itinerante entre os dias 21 e 30 de maio. Nas ações, patrocinadas pela Petrobras por meio do Programa Petrobras Socioambiental, participaram diretamente 360 pessoas e indiretamente 3 mil.

Cada oficina debateu a soberania alimentar das populações indígenas, abordando aspectos relacionados à produção agroflorestal e às políticas públicas destinadas aos territórios e populações indígenas. Além dos AAFIs, foram convidadas instituições governamentais e não-governamentais e outras lideranças indígenas do Acre.

O objetivo do projeto foi incrementar a produção agroflorestal no estado do Acre, por meio da ampliação e enriquecimento de unidades agroflorestais através de modelagem de Sistemas Agroflorestais (SAFs) e aquisição de sementes e mudas, viveiros, plantios nas unidades de produção, monitoramento e intercâmbio de sementes tradicionais. Suas ações fortaleceram a autonomia dos povos por meio de quatro oficinas itinerantes, que são contabilizadas com uma carga horária de 120 horas na formação dos AAFIs.

O projeto busca articular, replicar e desenvolver as alternativas que os AAFIs estão trabalhando nas aldeias no campo da produção agroecológica dos roçados, nos SAFs, nos quintais e com a criação de animais. Procura ainda estimular a discussão sobre a relação desse trabalho com as políticas públicas para a gestão territorial e ambiental em seus territórios, além do debate sobre a situação, as dificuldades e os desafios nas Terras Indígenas hoje.

O Projeto Território Indígena no Acre é realizado pela AMAAIAC e foi contemplado na seleção pública 2012 do Programa Petrobras Socioambiental e conta com o patrocínio da Petrobras desde 2013.

Assessoria Amaaiac