Documentário abordará o trabalho dos AAFIs

Equipe da série de documentários “Nokun Txai - Nossos Txais” gravou no Centro de Formação dos Povos da Florestda CPI/Acre.

O trabalho dos Agentes Agroflorestais Indígenas será tema de um dos 13 capítulos da série de documentários “Nokun Txai – Nossos Txais”, produzida pela Saci Produções, com direção de Sérgio de Carvalho. A equipe de filmagem esteve no Centro de Formação dos Povos Floresta, entre os dias 1 e 5 de agosto, acompanhando o XXII Curso de Formação de Agente Agroflorestal Indígena no Acre.

A série pretende abordar de maneira reflexiva o processo histórico e contemporâneo de colonização e descolonização da cultura indígena amazônica: a sua história em defesa de seus territórios, a sua integração à sociedade moderna e a sua resistência cultural.  A ideia da série foi contemplada em um edital da Agência Nacional de Cinema para a Linha de Produção de Conteúdos para as TVs Públicas. O edital foi destinado à região Norte buscando descentralizar a produção da TV brasileira.

“Vamos falar sobre os indígenas do Vale do Juruá no Acre. A ideia é mostrar uma mensagem positiva, claro que problematizando um monte de coisa, mas mostrando saídas, projetos. O grande tema da série é mostrar o índio no mundo contemporâneo, lidando com tecnologias, com pressão territorial, nesse novo momento de revitalização cultural, que está muito forte em todos os povos que a gente está visitando”, explica o diretor Sérgio Carvalho.

“Estou tentando descolonizar o olhar, propondo a participação dos índios no roteiro, discutindo ideias, uma construção colaborativa entre os indígenas e a equipe”, completa o cineasta explicando que cada episódio da série terá 26 minutos.

“A gente acha que o AAFI é um episódio a parte onde vamos também contar um pouco do trabalho de formação da Comissão Pró-Índio do Acre. A gente sabe da importância da CPI-Acre para os povos indígenas, e é muito importante destacar, valorizar e divulgar o papel que os Agentes Agroflorestais Indígenas têm nesse contexto de contemporaneidade, de segurança alimentar, de gestão de território.

Durante o período de filmagem no Centro de Formação dos Povos da Floresta, a equipe de gravação teve a oportunidade de registar a implementação de um novo Sistema Agroflorestal (SAF). Renato Gavazzi, coordenador pedagógico da formação de Agente Agroflorestal Indígena falou para os AAFIs sobre a importância de se divulgar a luta atual da AMAAIC (Associação do Movimento dos Agentes Agroflorestais Indígenas do Acre) pelo reconhecimento do seu trabalho como categoria profissional.