Monitoramento e vigilância das ameaças na Terra Indígena Mamoadate com utilização de geotecnologias

Monitoramento e vigilância das ameaças na Terra Indígena Mamoadate com utilização de geotecnologias

Programa de execução: Setor de Geoprocessamento
Apresentação:

O projeto pretende fortificar as ações de monitoramento e vigilância na Terra Indígena Mamoadate, localizada nos municípios de Assis Brasil e Sena Madureira, no estado do Acre. Através da formação de jovens e adultos dos povos Manchineri e Jaminawa, o projeto realizará práticas de mapeamentos e uso de GPS, espaços de discussão sobre suas iniciativas de vigilância e sobre leis que regulamentam a participação indígena para para a proteção de seus territórios, além da sistematização das informações atualizadas sobre as ameaças à terra indígena.

Objativo Geral: Fortalecer as ações de vigilância e monitoramento na Terra Indígena Mamoadate para contribuir na proteção do território dos povos que nela habitam, incluindo os povos indígenas “isolados”.
Área de Atuação: Terra Indígena Mamoadate
Beneficiários: Agentes agroflorestais, professores, AISAN e demais lideranças indígenas da Terra Indígena Mamoadate
Atividades:

Realizar uma oficina de seis dias no Centro de Formação dos Povos da Floresta, para definição de um Plano de Monitoramento das Ameaças sobre a Terra Indígena Mamoadate com participação das principais lideranças das aldeias;
Realizar uma oficina de Informação e Sensibilização sobre Índios Isolados na Terra Indígena Mamoadate para 20 lideranças indígenas, incluindo a participação de representantes da FENAMAD e do povo Yine de duas Comunidades Nativas Monte Salvado e Diamante de Alto Madre de Dios, no Peru;
Realizar a sistematização e atualização de informações geográficas coletadas nas oficinas, no laboratório de geoprocessamento, e elaborar mapa sobre as evidências de isolados nas regiões fronteiriças dos rios Iaco (TI Mamoadate), Las Piedras (Comunidades Nativas Monte Salvado), Diamante do alto rio Madre de Dios e as principais ameaças nos territórios e entorno. Esta atividade contará com suporte dos assessores técnicos do Setor de Geoprocessamento da instituição.

Resultado esperado:

Ações estratégicas para monitoramento e vigilância da TI Mamoadate fortalecidas e sendo realizadas, através de um plano sistematizado;
Agentes Agroflorestais Indígenas e demais lideranças das comunidades capacitados para mapeamentos com aparelhos GPS;
Mapeamento atualizado sobre a presença e fluxo de povos indígenas isolados na TI Mamoadate e seus entorno;
Informações sistematizadas e atualizadas (mapas, documentos) sobre a situação de ameaças sobre os isolados e os territórios.

Período: junho de 2015 a junho 2016
Financiador: